Inseminacao Intra Uterina

Inseminação Intra-Uterina é um tratamento de baixa complexidade, simples e indolor. Consiste nadeposição intra-uterina do sêmen previamente capacitado por meio de cultura especial em estrutura de co2.

A Inseminação Intra-Uterina ou Inseminação Artificial é indicada para o casal em que o homem tem uma alteração leve a moderada dos espermatozóides. Também é usada quando há uma pequena alteração, como endometriose leve, ou mesmo em situações em que não encontramos uma causa clara de infertilidade (infertilidade sem causa aparente).

É um tratamento intermediário em reprodução humana. A primeira etapa é a indução da ovulação, que é feita com medicações. Neste período, o crescimento dos folículos dos ovários (estruturas que contém o óvulo) é controlado por exames de ultrassom.

Quando o folículo atinge um tamanho adequado, aplica-se uma última medicação, que deflagra a ovulação propriamente dita e se agenda o procedimento.

A Inseminação Intra-Uterina consiste na injeção do sêmen processado dentro do útero da mulher, utilizando-se um catéter delicado. O processamento seminal é a separação dos espermatozóides móveis daqueles imóveis, células imaturas ou restos celulares. O teste de gravidez é feito após 15 dias.

A Inseminação artificial é indicada para pacientes que apresentam dificuldades em realizar uma gravidez natural, devido a problemas como:

  • Defeitos endocervicais
  • Defeitos na parte interna do colo do útero
  • Muco cervical hostil – Pode ser espesso e pegajoso, ou muitas vezes ácido demais para que os espermatozóides resistam
  • Distúrbio discreto do sêmen
  • Infertilidade sem causa aparente

Outras particularidades que impossibilitem a fecundação

Outros fatores também podem dificultar a fertilização como a contagem, motilidade, e morfologia dos espermatozóides que precisam estar próximos dos limites da normalidade, assim como as trompas da mulher precisam estar normais também.

O sêmen capacitado é depositado na cavidade uterina no momento da ovulação monitorizada, e usando uma seringa, os espermatozóides são introduzidos e caminham direto ao encontro com o óvulo.

Todo o processo de Inseminação Artificial é feito de maneira que facilite o máximo possível esse encontro.
Apesar de todos os avanços tecnológicos, evolução da medicina e diversas técnicas de Inseminação Artificial que se podem recorrer hoje em dia, a falha pode acontecer e o óvulo pode não ser fecundado. Geralmente o Índice de sucesso varia de 10% a 25% por ciclo.

Os médicos devem tentar de três a quatro ciclos com a Inseminação Artificial  e, caso a gravidez não aconteça, recomenda-se FIV (Fertilização in vitro) ou GIFT (Transferência intratubária de gametas).

Hoje, casais que possuem dificuldade de fertilização, já podem realizar o sonho de tornarem-se pais, e a Inseminação Artificial Intra-Uterina é um dos recursos disponíveis e mais procurados na medicina reprodutiva.

Cada caso deve ser tratado de uma forma bem singular, especificando e tratando com o melhor método adequado para cada paciente, por isso quanto antes os sintomas de infertilidade forem detectados, e quanto antes o casal procurar um especialista, terão mais chances de ter um tratamento bem sucedido.

Ipanema

Rua Farme de Amoedo, 75 - Sala 505

(21) 2247-2718 / 3061-6954
WhatsApp – (21) 99905-4557 

São Gonçalo

Rua Moreira César, 138

(21) 2605-5656
WhatsApp – (21) 99905-4557 

São João de Meriti

Rua Gessyr Gonçalves Fontes, 139 - sala 901

(21) 2756-9574 / 2655-5069
WhatsApp – (21) 99905-4557